A morte de Maradona completa um ano neste 25/11. O Pibe, como era apelidado, é maior ídolo esportivo da história da Argentina e presente em qualquer lista dos três maiores jogadores de futebol de todos os tempos. Também teve uma vida pessoal absolutamente atribulada, cheia de altos e baixos. Escândalos sexuais, problemas sérios com drogas durante boa parte da vida e (na reta final, com o alcoolismo) e saúde bastante debilitada depois que encerrou a carreira nos gramados, em 1997.

Mas nada afetou a sua imensa popularidade. Em qualquer lugar que aparecesse, era cercado de fãs. D10s, como brincavam, usando o D de Diego, o 10 da camisa que sempre usou, e formando a palavra Dios (Deus em espanhol). Campeoníssimo, genial, polêmico, Don Diego (outro dos muitos apelidos), ganhou até uma igreja, a Maradoniana! O astro morreu pouco depois de completar 60 anos. A causa oficial foi parada cardiorrespiratória. Ele se recuperava de uma cirurgia no cérebro, realizada três semanas antes.