Um estudo do LinkQ Covid, da Kantar, afirmou que a prorrogação do auxílio emergencial ( agora com valor menor) e a menor quantidade de pessoas recebendo o benefício não deram boas repostas à economia. Pelo contrário. Entre os muitos impactos negativos, destaca-se o aumento do preço médio do feijão: 11,8% só primeiro semestre deste ano.